25
Ter, Abr
9 Novos artigos

Clero da Diocese de Marília celebra o Jubileu do Ano Santo

Clero

No dia dedicado à santificação sacerdotal, evento reuniu bispos, padres e diáconos por ocasião do Ano Extraordinário da Misericórdia. “Seremos fecundos quando buscarmos as ovelhas perdidas”, ressaltou o bispo diocesano durante o encontro.

Para colocar em prática as orientações do Ano da Misericórdia, a Diocese de Marília realizou na última sexta-feira, dia 3, o Jubileu do Clero. Padres e diáconos, diocesanos e religiosos, juntamente com Dom Luiz Antonio Cipolini, bispo diocesano, e com o bispo emérito, Dom Osvaldo Giuntini, se reuniram na Paróquia São Pedro Apóstolo, de Tupã (SP), para o momento de oração e confraternização.

clero diadesantificacao03Por ocasião da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, dia dedicado à santificação sacerdotal, o padre Raphael Nunes Dias da Cunha, da Congregação de Jesus Sacerdote, conduziu a reflexão sobre a Misericórdia segundo o Bom Pastor.

Para o religioso recém-ordenado, sua abordagem foi apresentar o Coração de Jesus como centro e fonte de misericórdia. “Propus aos irmãos fazermos novamente a experiência de entrar em comunhão e intimidade com Nosso Senhor, entrando pela porta de seu coração, para que Ele forme e modele o nosso coração semelhante ao dele”.

clero diadesantificacao02O jovem presbítero avaliou positivamente o Jubileu do Clero mariliense: “Foi uma experiência enriquecedora para mim, uma ocasião para viver o Carisma de minha Congregação, o de estar junto aos padres para buscarmos sempre mais corresponder ao dom da nossa vocação sacerdotal com amor, fidelidade e alegria”, explicou.

Para lucrarem as indulgências do Ano Santo, após a reflexão, os bispos, padres e diáconos ficaram em adoração ao Santíssimo Sacramento e depois tiveram um tempo para as confissões. Este momento foi concluído com a peregrinação e a passagem do clero pela Porta da Misericórdia.

Em seguida, aconteceu a celebração da missa presidida pelo bispo diocesano. Em sua homilia, Dom Luiz Antonio ressaltou que, na Sagrada Escritura, o coração é o lugar dos pensamentos e das decisões e também “o lugar onde o ser humano se encontra com Deus”.

Tendo o Sagrado Coração de Jesus como modelo, o bispo motivou os padres e diáconos a buscarem as ovelhas perdidas que se encontram nas periferias existenciais das paróquias: “Essas realidades nos desafiam e, ao mesmo tempo, são fontes de grande alegria, pois indo ao encontro das pessoas que sofrem e são excluídas, estamos indo ao encontro do próprio Cristo. Seremos fecundos quando buscarmos as ovelhas perdidas”, concluiu.

clero diadesantificacao01No final, Dom Luiz Antonio entregou uma Carta aos Presbíteros. O texto escrito pelo bispo diocesano, com a colaboração dos vigários episcopais, evidencia a dimensão missionária, misericordiosa e profética dos ministros ordenados para o trabalho pastoral na Diocese de Marília.

Pastoral da Esperança de Marília
Área de dowloads