18
Qui, Jan

Passionistas comemoram 100 anos no Brasil

Congregações Religiosas

passionistasA Congregação da Paixão de Jesus Cristo (Passionistas) celebra, neste ano, o Centenário de Presença Passionista no Brasil.

A celebração do centenário foi marcada  em Osvado Cruz. Dom Osvaldo Giuntini, Bispo Diocesano de Marília, celebrou a Missa em Ação de Graças no dia 06 de junho, aniversário da cidade de Osvaldo Cruz, enfatizando a presença passionista em terras brasileiras e sobretudo em Osvaldo Cruz.

Na oportunidade recebeu das mãos do prefeito municipal,  Walter Luiz Martins, o decreto que nomina uma avenida  da cidade como Avenida dos Passsionistas.

Após a bela celebração, Dom Osvaldo foi recepcionado no salão paroquial para um coquetel que celebrou três grandes motivações: Centenário dos Passionistas no Brasil, Setenta  anos de Osvaldo Cruz e Jubileu de Prata Sacerdotal do Padre Arlindo Vieira, que trouxe a reliquia de São Paulo da Cruz de Curitiba.

A Igreja de Marília, a Congregação Passionista e a cidade de Osvaldo Cruz se rejubila neste ano de Graça.

{jathumbnail off}




 São muitas as expressões celebrativas programadas para este ano jubilar. Dentre elas destacamos as promovidas pela  Paróquia São José de Osvaldo Cruz, que,  há 53 anos, integra a história desta Congregação, a saber:

  1. 22 de maio de 2011 -  Romaria a Igreja do Calvário - Pinheiros São Paulo - sede provincial dos passionistas, por ocasião da ordenação de um Diácono osvaldocruzense.
  2. 2-  06 de junho de 2011 - Missa em ação de Graças presidida por Sua Exa.Revma D. Osvaldo Giuuntinni - com acolhida da reliquia do santo fundador,  São Paulo da Cruz - SP0 - 6 de junho de 2011
  3. Decreto 3588 do Prefeito Municipal de Osvaldo Cruz -SP, nos 70 anos da cidade de Osvaldo Cruz, de uma avenida  denominada " Passionistas", com inauguração prevista para o final do mês com a presença do Governador do Estado
  4. 20 a 22 de junho - Semana Eucarística com o tema: "São Paulo da Cruz e a Eucaristia" com a presença do Padre Amilton Manoel da Silva
  5. De 01 a 04 de julho de 2011 - Visita do Superior Provincial a Osvaldo Cruz e exposição de fotografias antigas dos passionista no Brasil
  6. 10  de julho de 2011 -  Translado das reliquias de São Paulo da Cruz  a São Carlos - SP
  7. Missa em Ação de graças pelo aniversário do Padre Hélio Alves de Oliveira com enfâse a sua vida missionária
  8. 30 de julho de 2011 -Romaria a Aparecida -  concentração dos passionistas no Santuário Nacional e celebração de Santa Missa
  9. De 06 a 09  de setembro - A Missão de Paulo da Cruz e os Passionistas, ontem e hoje
  10. Outubro de 2011 - Visitas Missionárias em Salmourão
  11. 02 de Novembro - Missa pelos benfeitores passionistas de Osvaldo Cruz  - Inauguração da Galeria dos padres falecidos
  12. 18 de Novembro 2011 -  Celebração dos 95 anos do Passionista mais longevo do Brasil - Padre Lucas Costa
  13. 12 a 16 de Dezembro - Semana Missionária Vocacional em Osvaldo Cruz
  14. Ordenação do Diácono Vitor Hugo Lourenço, com a presença do Arcebispo da Diocese de Goiás,  Dom Washigton Cruz, CP, e Dom Osvaldo Giuntin, bispo de Marília

 
padresPassionistas no Brasil: Era 06 de setembro de 1911 quando aportaram os primeiros passionistas em terras brasileiras. Chegando ao destino, Curitiba, no dia 09 de setembro de 2011, foram recebidos pelo Bispo Dom João Francisco Braga, que os acolheu como ao próprio fundador.

Em Osvaldo Cruz: Dom Hugo Bressane de Araujo, em 1957,  solicitou ao Provincial dos Passionistas que aceitasse a Paróquia de Osvaldo Cruz, uma vez que o Padre José Veloso  Gomes se ausentaria por motivo de saúde.
O Provincial Padre Boaventura Mansur Guérios, por falta de padres, recusou a solicitação do Bispo. Diante da negativa, Dom Hugo se valeu da  Santa Sé  para intervir  em favor de seu pedido junto a Cúria Geral.
O Superior Geral de Roma determinou que se aceitasse, ao que a Provincia acolheu enviando no dia  27 de Dezembro de 1957 o missionário Padre Alberto Casavecchia acompanhado do Padre Atánasio Vidolin. O primeiro pároco passionista foi o Padre Angelo Grando com o vigário Padre Gregório Ligeri.



São Paulo da Cruz: Francisco Danei Massari nasceu em Ovada, Itália, aos 3 de janeiro de 1694, final do séc. XVII, tendo-se mudado, mais tarde, para Castellazzo, não muito longe da sua terra natal. No dia da profissão religiosa, conforme o costume do tempo, trocou o nome de batismo pelo de Paulo da Cruz, por admiração ao apostolo Paulo e por ter o carisma da Cruz do Senhor.O ambiente familiar de Paulo era sereno, mas também austero, fosse pelas freqüentes visitas da morte, fosse pelo tipo de educação. Através de palavras e exemplos, os pais estimulavamsideofjesusBlog os filhos a uma profunda fé em Deus, a um grande amor a Jesus Crucificado, o ideal dos santos, a retidão de vida e a solidariedade para com os pobres. Foi na família, que Paulo aprendeu o amor a Jesus Crucificado e aos crucificados. No seu lar, onde a fé tudo permitia superar, a mãe de Paulo adquire uma importância muito especial no seu crescimento religioso e espiritual. Ela tinha uma terna e profunda devoção a Cristo sofredor e crucificado, devoção que procurou infundir nos seus filhos. E assim, quando alguém tinha que sofrer ou alguma coisa não lhe agradava, tomava o Crucifixo e dizia-lhe: “Olha, filho, quanto sofreu Jesus por ti!”.A semente lançada transformou a vida e a espiritualidade de Paulo. Será Paulo que mais tarde afirmará: “Para fazer oração basta tomar um crucifixo nas mãos”.
A Paixão de Jesus será a força motriz que orientará toda a vida espiritual de Paulo e dos seus seguidores, a Família Passionista.

Os Passionistas se comprometem, através de um voto especial, a promover a Memória da Paixão de Cristo (Memória Passionis) com a palavra e com a própria vida. Procuram fazê-lo, sobretudo, com a pregação e com a sua presença junto dos pobres e dos marginalizados por qualquer razão, os "crucificados" de hoje.

 


pemarcosleite

Padre Marcos Leite Azevedo, CP
Pároco da Paróquia São José de Osvaldo Cruz