21
Sex, Jul
4 Novos artigos

A Evangelização da Alta Paulista

Pré-Criação

Na região Alta Paulista, onde hoje se localiza a diocese de Marília, habitavam, no século XIX e início do século XX, tribos de índios caigangues ou coroados. Em abril de 1901, o missionário Monsenhor Claro Monteiro do Amaral, navegando pelo Rio Aguapeí, ou Rio Feio, chegou à região, com o objetivo de evangelizar os índios. Porém, depois de um mês de viagem e de trabalho com os caigangues, o Monsenhor Claro Monteiro foi flechado e morto às margens do rio. Muitos outros evangelizadores, membros da expedição religiosa, também foram mortos na região, onde hoje estão localizadas as cidades de Queiroz e Arco-Íris.

evang_alta1

Em suas referências históricas, descritas no livro em comemoração aos 25 anos da diocese de Marília, o Monsenhor João Baptista Tóffoli também faz menção a outras duas tentativas de evangelização da região. Em 1912, no extremo oeste da diocese de Marília, os frades capuchinhos abriram um núcleo de catequese entre os índios caigangues. O trabalho, que foi realizado na margem esquerda do Rio Paraná, ocorreu onde hoje está situada a cidade de Panorama. Os missionários que tiveram destaque entre os caigangues foram os frades Sigismundo de Canazei e Francisco. O trabalho do núcleo de catequese foi realizado até 1915.

Missionários do Sagrado Coração de Jesus - Outro trabalho missionário, do início do século XX, ocorreu no extremo leste da região. Em 12 de dezembro de 1913, os Padres Missionários do Sagrado Coração de Jesus tomaram posse na paróquia de Bauru. A área de atuação dos missionários também incluía a cidade de Marília, que naquela época era chamada de Alto Cafezal. Três anos após, através de decreto do bispo de Botucatu, Dom Lúcio Antunes de Souza, foi criada a paróquia de Pirajuí. Isto também influenciou cidades hoje pertencentes à diocese de Marília. Com a criação da paróquia, muitas fazendas de cultivo cafeeiro passaram a ser atendidas pelos padres missionários.

Ao longo das primeiras décadas do século XX, muitos missionários se dedicaram à evangelização do povo residente no atual território da diocese de Marília. Este foi o caso do Monsenhor Domingos Chohachi Nakamura, que veio do Japão em junho de 1923, com o objetivo de atender os imigrantes japoneses da região.
Atualmente, a diocese de Marília faz divisa com as dioceses de Lins e Araçatuba, ao norte; Bauru e Ourinhos, ao leste; Assis e Presidente Prudente, ao sul; e Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, ao oeste.

evang_alta2

Pastoral da Esperança de Marília
Área de dowloads