20
Sex, Out

Festa de Corpus Christi reúne multidões de fiéis na Diocese de Marília

Notícias da Diocese

Com missas e procissões em todo o território diocesano, católicos professaram publicamente a fé na Eucaristia. “Somos a multidão do Evangelho. Estamos reunidos e também nós procuramos seguir Jesus para entrar em comunhão com Ele”, disse Dom Luiz Antonio Cipolini em celebração na Catedral.

As ruas centrais de inúmeras cidades que compõem a Diocese de Marília foram ocupadas por católicos desde a noite da última quarta-feira, dia 25, quando começaram a confeccionar tapetes de serragem e materiais coloridos até as procissões da Solenidade de Corpus Christi, celebrada no dia 26, quinta-feira, onde Jesus Eucarístico foi transladado.

Acólito do Santuário Sagrado Coração de Jesus, de Vera Cruz, João Gabriel de Souza Ferreira, 18 anos, acredita que por ser um dos primeiros anos que não chove durante a arrumação do tapete decorativo, os fiéis se mobilizaram com mais empenho. “A comunidade veio em peso ajudar, todos ficaram encantados com o trabalho. Para mim é muito gratificante contribuir na confecção do tapete, pois fazemos para Deus e ver que as pessoas ficam alegres com o resultado me deixa mais feliz”, contou.

Com seu nome proveniente do latim, a Festa de Corpus Christi significa “Corpo de Cristo” e tem por objetivo celebrar o mistério da Eucaristia e professá-lo publicamente com a procissão.

Em missa campal na Praça da Catedral Basílica de São Bento, o bispo diocesano, Dom Luiz Antonio Cipolini, o bispo emérito, Dom Osvaldo Giuntini, os padres da cidade e milhares de fiéis celebraram a Solenidade do Corpo e do Sangue do Senhor e depois seguiram em procissão até o Santuário Nossa Senhora da Glória.

Retomando o relato bíblico de Jesus no meio do povo, Dom Luiz disse que os fiéis que lotavam a praça e os devotos que participavam das celebrações nas outras cidades da Diocese também fazem parte da multidão citada no Evangelho. “Estamos reunidos e também nós procuramos ouvir Jesus para entrar em comunhão com Ele”, afirmou o bispo diocesano.

Dom Luiz Antonio lembrou o cenário político do país e pediu para que os católicos perseverem nos valores da convivência democrática e os convocou para a construção de uma sociedade mais justa e fraterna.

Multidões de devotos caminharam nas ruas em procissões e lotaram igrejas, praças e ginásios, onde aconteceram celebrações em todo o território diocesano. “Participar da missa acrescentou na minha vida de fé. Me marcou muito conhecer a história de como surgiu a festa (de Corpus Christi) e também a importância de comungar o Corpo e o Sangue de Cristo”, relatou a fiel de Tupã, Sandra dos Santos Conceição, 34 anos.

Segundo o padre José Afonso Maniscalco, de Paulicéia e de Santa Mercedes, nas duas paróquias houve a doação de cobertores como gesto concreto dos romeiros no dia de Corpus Christi: “A campanha foi para beneficiar as famílias carentes de nossas cidades. Na partilha dos pobres temos a certeza da comunhão com o Senhor. A partilha restaura a vida dos irmãos necessitados”. Ações solidárias com doações de roupas, alimentos, fraldas geriátricas e outros produtos aconteceram também em Adamantina, Bastos, Dracena, Garça, Junqueirópolis e Panorama.

Não consegue visualizar? clique aqui e veja no Flickr