24
Sab, Jun
0 Novos artigos

Estigmatinos completam 200 anos de história

Congregações Religiosas

Hoje, 4 de novembro de 2016, os religiosos e leigos estigmatinos celebram os 200 anos de existência procurando imitar o fundador vivendo a própria vocação com espírito de humildade, de confiante abandono nas mãos de Deus e em generoso serviço aos Bispos. “No ser um só coração e uma só alma, façam-se tudo a todos para ganhar todas a Cristo”.

Era 4 de novembro de 1816, quando três jovens veroneses escolhem viver de forma profética a pobreza, a oração, o apostolado e o serviço de forma plena. Eles se unem em um lugar marcado pela destruição da guerra - a igreja dos estigmas - para transformá-lo em sinal de vida. Dois deles eram sacerdotes, Gaspar Bertoni e João Maria Marani e o outro era irmão, Paulo Zanoli. Gaspar Bertoni foi o inspirador da decisão e assim, o fundador desta Congregação que recebe, posteriormente, o nome de Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo - Estigmatinos.

Confiada à proteção dos Santos Esposos Maria e José, aquele pequeno grupo continua a obra de evangelização de Cristo e dos Apóstolos através da: Pregação missionária ao povo e ao ministério da Palavra; da Formação e assistência ao Clero; da Educação Cristã dos jovens. Esses ministérios específicos dão uma identidade àquela nova comunidade religiosa.

Esses religiosos estigmatinos estão espalhados por 16 países do mundo e atuam nas paróquias, escolas, missões e na formação da juventude. Entre os que estão em nossos seminários e os consagrados perpétuos somam uma média de 600 pessoas, que se esforçam para viver o que São Gaspar pediu: Monges em casa e apóstolos fora.

Nestes dias, um grande número de religiosos e leigos estão em Verona, norte da Italia, para celebrar ao lado do Corpo de São Gaspar esta grande festa. Este momento de comunhão entre estigmatinos de vários lugares do mundo é muito rico pois mostra que a missão sonhada e organizada por São Gaspar é guiada pelo Espirito Santo.

Rezemos para que os estigmatinos sejam fiéis ao evangelho e saibam, cada vez mais, fazer a opção preferencial pelos pobres e pelos jovens.

Pastoral da Esperança de Marília
Área de dowloads