23
Sex, Jun
1 Novos artigos

Misericórdia e Família

Mensagens do Bispo

O Papa Francisco apresentou a sua Exortação Apostólica sobre a família, com o título "Amoris Laetitia" (A Alegria do Amor), no último dia 8 de abril. Este documento pontifício é fruto das duas assembléias do Sínodo dos Bispos sobre a família (2014 e 2015). A partir das propostas apresentadas pelo Sínodo, o Papa trata da realidade atual da família: "O caminho sinodal permitiu analisar a situação das famílias no mundo atual, alargar a nossa perspectiva e reavivar a nossa consciência sobre a importância do matrimônio e da família" (AL, n. 2).

O Papa inicia falando da beleza e do significado positivo do amor humano que leva ao casamento e a formar família; mostra o papel educador da família e a espiritualidade matrimonial e familiar. Em seguida, trata do acompanhamento pastoral das situações complexas e "irregulares" que envolvem muitas famílias, com o desejo de acolher e incluir a todos na vida da Igreja e na experiência do amor salvador de Deus. Todas estas questões devem ser tratadas no "contexto deste Ano Jubilar da Misericórdia" (AL, n.5).

De fato, a situação de famílias em "situações imperfeitas" foi abordada na exortação com as seguintes palavras: "Diante de situações difíceis e de famílias feridas, é necessário recordar sempre um princípio geral: Saibam os pastores que, por amor à verdade, estão obrigados a discernir bem as situações. O grau de responsabilidade não é igual em todos os casos, e podem existir fatores que limitam a capacidade de decisão. Por isso, enquanto se deve expressar claramente a doutrina, é preciso evitar juízos que não levam em consideração a complexidade das diversas situações e é necessário prestar atenção ao modo como as pessoas vivem e sofrem por causa da sua condição" (AL, n. 79).

O Papa convida os bispos e os padres a exercerem uma ampla e adequada "misericórdia pastoral", no acompanhamento dessas pessoas e casais, para bem conhecer sua situação e ajudá-las a descobrirem os passos que precisam dar para se inserirem mais plenamente na vida da Igreja. A Exortação Apostólica desafia toda a Igreja a repensar a pastoral matrimonial e familiar. É preciso fazer mais e melhor nesse sentido em nossas paróquias e comunidades, traduzindo esse documento em novas práticas pastorais na Diocese.

O documento é dirigido aos bispos, aos presbíteros, aos diáconos, às pessoas consagradas, aos esposos cristãos e a todos os fiéis leigos. É um texto longo, mas sua leitura é fácil e agradável; será de grande proveito para todos, sobretudo às famílias. Foi publicado em várias línguas de forma impressa e também está na internet. Sugiro seu estudo nos grupos de casais e nos encontros da Pastoral Familiar. Termino com as palavras do Papa: "Espero que cada um, através da leitura, sinta-se chamado a cuidar com amor da vida das famílias, porque elas não são um problema, são sobretudo uma oportunidade" (AL, n. 7).

Pastoral da Esperança de Marília
Área de dowloads